Mestrado e Doutorado

No Programa de Pós-Graduação em Design da ESDI/UERJ, oriento projetos de Mestrado e Doutorado. Os dois são cursos voltados à pesquisa, e espera-se que os projetos propostos pelos alunos tenham relação com as áreas de interesse do(s) orientador(es) indicado(s). Abaixo, apresento brevemente as áreas em que atuo e nas quais oriento trabalhos, com idicações de leituras introdutórias. Interessados podem entrar em contato comigo pelo e-mail dp@formaelementar.com para discutir ideias de projetos.

1. História do design

Meu principal interesse nesta área é investigar produções teóricas do século XIX que, de alguma maneira, analisem ou avaliem a produção e o consumo de bens materiais. Em minha pesquisa, dou especial atenção a diferentes percepções sobre o impacto da industrialização nas práticas de produção/consumo. Contudo, projetos nessa área não precisam ter a mesma ênfase, basta que se concentrem no mesmo período histórico e levem em conta os entrelaçamentos entre diferentes dimensões da produção e do consumo: técnicas, éticas, estéticas, epistemológicas, políticas etc.

Leitura introdutória: Portugal, D. B. Éticas do design: considerações preliminares sobre os valores da produção industrial em modos de pensamento iluministas e românticos. Revista Não Obstante, v. 1, n. 1, pp. 5-12, jan.-jul. 2017.
Veja também o Programa da disciplina de História do Design ministrada por mim e pelo prof. Wandyr Hagge no PPD.

2. Filosofia do design

Nesta área, procuro traçar alguns caminhos possíveis para a reflexão filosófica sobre Design. Recorro, para tanto, à produção teórica de autores contemporâneos (especialmente Bruno Latour e Peter Sloterdijk) e de alguns marcos da história da filosofia (especialmente Friedrich Nietzsche). Projetos nessa área podem se concentrar no pensamento de um autor específico ou articular diversas abordagens sobre algum tema relevante. Atualmente, por exemplo, oriento um trabalho nessa área dedicado a pensar as relações entre Design e Utopia.

Leitura introdutória: Beccari, M; Portugal, D. B.; Padovani, S. Seis eixos para uma filosofia do design. Estudos em Design, v. 25, n. 1, p. 13-32, 2017.

3. O Design sob a ótica da teoria ator-rede

Esta área inevitavelmente se liga à anterior, uma vez que tem como principal base teórica as propostas de Bruno Latour. Contudo, a ênfase aqui não é teórica, mas empírica. Projetos nessa área buscam mapear a “rede” que con-forma um objeto qualquer. A ideia é que a existência de qualquer coisa é resultado de um processo de “construção” que entrelaça dimensões do real tradicionalmente separadas nos modos de pensar estabelecidos, como ciência e política, moralidade e técnica, produção e consumo.

Leitura introdutória: Latour, B. Cogitamus: seis cartas sobre as humanidades científicas. São Paulo: Editora 34, 2016.

 

Informações sobre o PPD ESDI e sobre o processo seletivo estão disponíveis em: http://www.esdi.uerj.br/ensino/pos-graduacao

Anúncios