Métodos e ferramentas em gestão e serviços I (2019/02)

OBJETIVOS

O objetivo desta disciplina é a familiarização com métodos e ferramentas para a pesquisa de público e para a ideação em projetos de design. A principal atividade será o desenvolvimento de uma pesquisa de inspiração antropológica que resultará na elaboração de uma planilha de perfis de consumidores. Ao final, serão geradas ideias para possíveis serviços inspirados pelos diferentes perfis.

Tema: alimentos

 

PLANO DE AULAS

07/08. Apresentação do curso

14/08. A importância da pesquisa no processo criativo. Ferramentas de pesquisa. Definição dos grupos e temas (os grupos devem ter 3 integrantes; caso o número de alunos não seja divísivel por 3, faremos um ou dois grupos de 4).
Leitura para a aula:
Miner, H. Ritos corporais entre os nacirema.
Vianna, M. et al. Design thinking: inovação em negócios, pp. 21-35.

21/08. Delineamento da pesquisa a ser realizada. Ferramentas de pesquisa a serem utilizadas. Primeiro acompanhamento das pesquisas.
Leitura para a aula:
Vianna, M. et al. Design thinking: inovação em negócios, pp. 36-74.

28/08. Acompanhamento das pesquisas

04/09. Acompanhamento das pesquisas

11/09. Acompanhamento das pesquisas

18/09. Acompanhamento das pesquisas

25/09. Entrega 1: relatório de pesquisa.
Instruções para a apresentação.

02/10. Devolução dos relatórios e comentários. Orientações para apresentação. Definição dos dias/horários de ap.

09/10. Apresentação 1 (primeiro dia)

16/10. Apresentação 1 (segundo dia)

23/10. Não haverá aula

30/10. Apresentação da segunda etapa da disciplina. Ideação.
Prazo final para subir entrega 2 no drive.

06/11. Acompanhamento da ideação

13/11. Acompanhamento da ideação

20/11. Não haverá aula

27/11. Apresentação 2 (primeiro dia)

04/12. Apresentação 2 (segundo dia)

 

 

ENTREGAS / APRESENTAÇÕES

1. Entrega 1. Relatório impresso
– Breve introdução/resumo. Planilha de perfis, com: (a) nome do perfil, (b) descrição do perfil, (c) trechos de falas relevantes coletadas na pesquisa e (d) imagens que ajudem a definir o perfil (moodboard)  (2 pgs/perfil, a primeira com os itens a, b e c, a segunda com d).
– Registro do processo de pesquisa: que ferramentas foram usadas e falas coletadas na pesquisa exploratória? Quantas entrevistas foram feitas, como foram escolhidos os entrevistados, Foi utilizado gravador ou caderno de notas? Por que? Quais foram os sites/perfis de redes sociais relevantes, lugares em que foram realizadas observações participantes, principais critérios para delimitaçõa dos perfis etc. (2-4 pgs).

2. Apresentação 1
Apresentação presencial do conteúdo do relatório, descrito acima, preservando a ênfase nos perfis. Além dos itens do relatório, apresentar, ao final, um mapeamento das marcas existentes, identificado com que perfil(is) ela dialoga.

3. Entrega 2: PDF (nota de referência do semestre e com maior peso)
Pdf da apresentação, adaptado para leitura independente. Portanto, contendo mais texto. O objetivo aqui é avaliar a capacidade do grupo em adptar forma e conteúdo para usos diversos.

4. Apresentação 2
Apresentação presencial de 2 propostas derivadas da ideação. Essas propostas serão apresentadas em estado embrionário, mas com referências diversas que ajudem o público a compreender a proposta e por que ela é relevante para o perfil escolhido.

Além dessas 4 notas, das entregas e apresentações, haverá outras 2:
5. Participação (avaliada pela presença e avanço dos grupos nas aulas de acompanhamento)
6. presença e pontualidade (única nota individual e que será dada em número e não por conceito. Avaliada por uma chamada feita às 8h30. Alunos presentes em todas a chamadas ganham 1 ponto na média final. Cada ausência desconta 0,5 pontos deste +1 inicial. Assim, alguém que teve 3 ausências nesta chamada, por exemplo, ficará com -0,5 na média final, 4 ausência -1,0 etc.).

A nota final do grupo será dada a partir dos 5 conceitos, depois ajustada individualmente pela sexta nota. A média final varia dependendo da melhora ou piora do grupo ao longo do semestre e da consistência das notas, por isso o uso de conceitos. Ainda assim, a seguinte tabela será usada como referência inicial para conversão de conceitos em notas numéricas:
A: 10
A-: 9
B+: 8
B: 7
B-: 6
C: 5
D: 4
E: 0

 

BIBLIOGRAFIA

LUPTON, E. (ed.). Graphic design thinking: beyond brainstorming. New York: Princeton Architectural Press, 2011.

Miner, H. Ritos corporais entre os nacirema.

VIANNA, M. et al. Design thinking: inovação em negócios. Rio de Janeiro: MJV, 2012.

SUNDERLAND, P.; DENNY, R. Doing anthropology in consumer research. Walnut Creek: Left Coast, 2007, capítulo 3.

VÍDEOS RELEVANTES

Perfis digigráficos (DM9)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s