Design e valores: moralidade na produção e no consumo (séculos XVIII e XIX) (UFPR, 2017)

Disciplina ministrada em parceria com o prof. Marcos Beccari

 

OBJETIVOS

O objetivo desta disciplina é investigar alguns dos principais valores que orientaram as críticas da produção industrial nos séculos XVIII e XIX. Observaremos alguns conflitos morais que emergem nas primeiras reflexões sobre a produção industrial e seus impactos estéticos, políticos, socioeconômicos e psicológicos. Muitos dos conflitos morais que nos interessam começam a ganhar corpo na Inglaterra – o que não surpreende, dado seu estatuto de “berço” da revolução industrial. Ao estudar a tradição da filosofia social e da economia política inglesas do século XVIII e XIX, encontraremos algumas das raízes morais que orientam polos opostos de muitas disputas contemporâneas acerca dos rumos ideais da produção material, do consumo, do trabalho e da técnica.

 

DINÂMICA DO CURSO

Por se tratar de um curso intensivo, com 5 encontros em uma única semana (e sobretudo considerando que há 20 alunos matriculados), é essencial definirmos de maneira clara a dinâmica do curso e nos atermos a ela. Cada um dos 5 dias será dividido em 2 partes: (1) Aula expositiva, ou seja, guiada por uma fala minha (digo “guiada” para indicar que intervenções dos alunos são esperadas e estimuladas). (2) Discussão de textos: iniciada com comentários dos alunos sobre os textos lidos. Como é virtualmente impossível que se leia um dos textos a cada dia, é essencial que todos se dediquem a ler a os textos indicados antes do início das aulas. Sugiro que comecem com meu texto Éticas do design. E sigam com os textos de cada aula.

 

PLANO DE  AULAS

22 de maio

  • Primeira parte
    Aula expositiva: apresentação da disciplina e primeiras orientações para o estudo dos valores
    Leitura para a aula: Portugal, D. B. Éticas do design.

23 de maio

  • Primeira parte
    Aula expositiva: bases teóricas para o estudo dos valores: Nietzsche e Weber

24 de maio

  • Primeira parte
    Aula expositiva: bases históricas para o estudo dos valores: a bretanha nos séculos XVIII e XIX

25 de maio

  • Primeira parte
    Aula expositiva: Iluminismo e Romantismo como modos de pensamento
  • Segunda parte
    Discussão de textos: Morris, W. Signs of change, 1 (How we live and how we might live), 5 (The aims of art).

26 de maio

  • Segunda parte
    Considerações sobre a ressonância das valorações estudadas nos dias de hoje.
    Detalhamento do trabalho final.
    Fechamento e feedback dos alunos.

 

OUTRAS LEITURAS RECOMENDADAS

1. Teoria do design e teoria dos valores

2. Teoria e metodologia para estudo dos valores

  • Nietzsche, F. Crepúsculo dos ídolos.
  • Weber, M. A ética protestante e o espírito do capitalismo.
  • Campbell, C. A ética romântica e o espírito do consumismo moderno.
  • Sennet, R. O artífice.

2. Moral, epistemologia e ecomia política

3. Outros textos relevantes para o mapeamento dos valores do design

 

AVALIAÇÃO

Um artigo acadêmico (com citações e referências realizadas segundo as normas da ABNT) de 6-12 laudas. O artigo deve tratar de tema relacionado à disciplina. Ou seja, deve tratar da relação entre design e valores e, de preferência, citar ao menos um dos autores estudados. Podem ser estabelecidas relações com o objeto da pesquisa de mestrado/doutorado, mas isso não é necessário.

Enviar em formato pdf para dp@formaelementar.com e marcosbeccari@usp.br. Prazo: a definir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s